Notícia

Ciberataques atingem fábricas da Renault e Nissan

Publicado: 15 de maio de 2017 - Por: Redação

Até agora, acreditava-se que os ciberataques do dia 12 de meio tivessem atingido apenas os governos e empresas de telefonia. Porém, duas fabricantes de automóveis foram afetadas: a Renault e a Nissan. É possível que, por fazerem parte do mesmo grupo, elas utilizem um software em comum - o que pode ter facilitado o ataque.

De forma geral, o ataque teve um impacto enorme, pois muitas empresas ainda utilizam o antigo sistema Windows na versão XP, que não tem suporte pela Microsoft desde 2014 – doze anos após o seu lançamento. A fabricante, entretanto, recomenda a atualização para sistemas operacionais mais modernos justamente para evitar esse tipo de problema, que não foi visto no mais recente: Windows 10.

Ciberataques atingem Renault e Nissan 1

Uma fábrica da Renault na Eslováquia foi paralisada pelo problema. Modelos como Twingo III, Smart Forfour e Clio são produzidos lá. Na Nissan, a fábrica paralisada fica em Sunderland, no Reino Unido. Os modelos fabricados lá são o Qashqai e o Infiniti Q30.

As duas empresas afirmaram estarem trabalhando numa solução para que a produção seja continuada o mais rápido possível. E isso é especialmente importante para a Nissan, já que o  Qashqai é um dos modelos da montadora mais vendidos na Europa.

ciberataques Nissan Renault

Notícias Relacionadas