Notícia

Chevrolet Equinox desembarca no Brasil em versão única

Publicado: 22 de setembro de 2017 - Por: Redação

SUV chega ao país em outubro deste ano e custará R$ 149.990

A Chevrolet anunciou no último dia 19, terça-feira, em São Paulo, que o novo Equinox chegará ao mercado brasileiro em versão única (Premier) custando R$ 149.990. O utilitário, que é produzido no México, estreará no país em outubro deste ano com a missão de substituir o Captiva e se estabelecer entre o Tracker e o Trailblazer. A marca informou que o programa de pré-vendas terá inicio nesta quarta-feira (20).

A terceira geração do SUV traz, embaixo do capô, um motor 2.0 turbo de quatro cilindros com 262 cv e 37 kgfm de torque ligado a um câmbio automático de 9 marchas e tração integral (AWD), sob demanda. A mesma plataforma D2 da família do novo Cruze é utilizada no Equinox, o que deixa o utilitário de 4,65 metros de comprimento - sendo 2,72 metros de distância entre os eixos - 180 quilos mais leve quando comparado à geração anterior. O porta-malas atende a uma demanda de até 847 litros.

O Chevrolet Equinox que chega ao Brasil terá as maçanetas e retrovisores externos na mesma cor do veículo, rodas de liga leve de 19" e grade frontal maior e cromada. As molduras das maçanetas e dos vidros também recebem o banho de cromo.

Na parte interna, o acabamento não se diferencia muito do padrão usado no Chevrolet Cruze. Os bancos e painel das portas são revestidos em couro, e os cromados encontrados no exterior do veículo também são vistos nas saídas de ar e botões de controle do ar-condicionado. O painel de instrumentos traz conta-giros e velocímetros analógicos, separados pelo computador de bordo com tela em LCD, sensível ao toque da central multimídia Mylink 2 e compatível com Android Auto e Apple Carplay.

O SUV contará com um alerta de mudança de faixa - sistema que corrige a trajetória do veículo em casos de alteração de faixa de rolagem-, sistema de freio automático de emergência para situações de colisão eminente e tecnologia semiautônoma de estacionamento. O serviço de concièrge OnStar é um item de série em seu pacote mais completo.

Hermann Mahnke, diretor de Marketing da General Motors da América do Sul, deixa bem claro o real objetivo da marca. "Não queremos ser mais um na festa. Queremos ser o dono da festa". Até o final de 2017, a Chevrolet quer emplacar cerca de 700 unidades do carro por mês - um número bastante ousado, mas que, segundo Mahnke, ainda não está bem definido. O Equinox chega para competir com o Jeep Compass, Honda CR-V, Peugeot 3008, Kia Sportage, Hyundai New Tucson, Mitsubishi Outlander e até o Audi Q3.

Quando questionado sobre as possibilidades das cotas de importação comprometerem as vendas do SUV - importado de solo mexicano - no Brasil, o executivo afirma que esta não é uma preocupação sólida diante do atual momento em que o mercado automotivo brasileiro se encontra. A intenção da Chevrolet é fechar 2017 com cerca de 2 milhões de emplacamentos.

Mesmo sendo comercializado apenas na sua versão mais completa, Hermann afirma que ainda há chances de trazer o SUV nas configurações com motor 1.5 turbo e transmissão automática de seis marchas. "Podemos, mas ainda não está no horizonte". Em outros mercados já existem as opções com menos equipamentos, mas, segundo o executivo, este não é o objetivo no momento. "Tudo vai depender de como o mercado irá reagir", declarou Mahnke.

O Equinox chega ao Brasil também com a intenção de trabalhar a marca. De acordo com o diretor de Marketing da General Motors, os modelos responsáveis por cerca de 70% das vendas da marca no país mudaram de nome, e, com isso, é necessário uma "campanha" de fortalecimento da Chevrolet.

Chevrolet Equinox

Notícias Relacionadas